/
Rota
 
Rota Romana do Ouro no Norte de Portugal

Rota Romana do Ouro no Norte de Portugal
A Rota Romana do Ouro no Norte de Portugal é uma proposta de percurso de turismo mineiro e geológico dedicado ao tema da exploração dos recursos minerais de ouro no Norte de Portugal, região que em época romana constituiu uma das principais áreas de mineração aurífera do Império Romano.
A riqueza mineral da região, que se inscreve na zona Galaico-Transmontana do Maciço Hespérico, decorre das suas caraterísticas geológicas, potenciadoras da existência de recursos metálicos, designadamente ouro, estanho, ferro, chumbo e prata. Embora o conhecimento e exploração dessa riqueza se documente arqueologicamente desde a Idade do Bronze e Idade do Ferro, é durante o domínio romano (séculos I-IV) que essa exploração conhece um maior incremento e se faz de forma sistemática, protoindustrial.
No norte de Portugal (Douro Litoral, Minho e Trás-os-Montes) estão inventariadas cerca de meia centena de explorações mineiras de época romana, representativas das modalidades de exploração a céu aberto e/ou subterrâneas, destacando-se entre as primeiras as minas de Tresminas (Vila Pouca de Aguiar) e do Poço das Freitas (Boticas) e entre as segundas as minas do Fojo das Pombas na Serra de Santa Justa e Pias (Valongo) e as minas de Castromil (Paredes).
No percurso proposto, para além dos testemunhos materiais das antigas explorações mineiras romanas, como cortas, galerias, canais, poços, escombreiras, lavarias e povoados correlacionados com os trabalhos de mineração, o visitante encontrará centros de interpretação/espaços museológicos, como o Centro de Interpretação do Parque Arqueológico do Vale do Terva (Boticas), o Centro Interpretativo de Tresminas (Vila Pouca de Aguiar), o Centro de Interpretação das Minas de Ouro de Castromil e Banjas (Paredes) e o Centro de interpretação do Parque Paleozóico de Valongo (Valongo), nos quais encontrará informação detalhada sobre as caraterísticas geológicas da região e sobre os testemunhos arqueológicos da mineração romana.

Autoria: LFontes/UAUM

Agradecimentos:
Universidade do Minho
Município de Boticas

Pontos de Interesse a visitar nesta Rota