/
Minas do Braçal e Malhada
Braçal
Ponto a visitar
 
Minas do Braçal e Malhada, Braçal
O complexo mineiro do Braçal inclui as minas do Braçal, da Malhada e do Coval da Mó e estende-se ao longo do rio Mau, na encosta este da serra do Braçal. Este complexo constitui a mais antiga concessão mineira portuguesa, registada com o nº 1, e permitiu a exploração de um dos maiores jazigos mineiros da região de Aveiro.
Após a exploração pelos romanos, na Malhada, estiveram inactivas até 1836.
É desta data a 1ª concessão da Minha do Braçal, a primeira do país, estendendo-se a exploração à Malhada, em 1850. Após várias concessões, a exploração cessou em Dezembro de 1958.
Foram explorarados filões de chumbo (Pb) e prata (Ag) tendo sido o chumbo o principal produto extraído deste complexo mineiro. Atualmente é possível conhecer a antiga fundição do complexo de minas que aqui existiu e várias infraestruturas usadas na transformação do minério, atualmente em estado de ruínas.
O rio Mau, que atravessa as Minas, é um afluente do Vouga e tem uma flora luxuriante, onde a floresta abunda e os fetos e musgos pintam o leito do rio de tons de verde. Parte deste rio encontra-se canalizado em túneis artificiais de pedra e cimento, construídos pelo homem.
Características