/
Rota do Erges
Salvaterra do Extremo (ponto de partida)
Ponto a visitar
 
Rota do Erges, Salvaterra do Extremo (ponto de partida)
A Rota do Erges desenvolve-se nas proximidades de Salvaterra do Extremo, sempre com o rio Erges, no seu troço internacional, como pano de fundo. O primeiro ponto a destacar são os vestígios da mineração romana, explorações a céu-aberto caracterizadas por amontoados de seixos ("conheira"). Destes sedimentos fluviais terão sido retiradas pequenas porções de ouro em palhetas ou pepitas, muito puro. O percurso segue pelo belíssimo canhão fluvial do Erges que corre bem encaixado (100 m) num leito controlado tectonicamente por falhas e diáclases, onde a acção da água molda as rochas graníticas, tornando-as adoçadas e polidas. Na paisagem figuram os "Canchais", designação popular para os granitos fracturados, com aspecto ruiniforme. A Rota passa por algumas das rochas metassedimentares mais antigas da Península Ibérica, onde foram encontrados microfósseis. A Rota do Erges termina nas famosas Termas de Monfortinho, com águas fortemente siliciosas à temperatura de 30ºC.
Características